20 dicas para planejar uma viagem por conta própria – Guia de viagem

20 dicas para aprender como planejar uma viagem por conta própria

Guia de viagem com 20 dicas para você organizar uma viagem por conta própria. Um passo a passo elaborado para facilitar a vida de quem vai planejar uma viagem por conta própria.

Você já pensou em organizar uma viagem sem a ajuda de uma agência de turismo? Essa é uma prática que vem crescendo cada vez mais, com a facilidade que a tecnologia nos trouxe, é possível fazer tudo sozinho e de quebra economizar uma grana!

Não vamos entrar no mérito se é melhor viajar por conta própria ou por agência nesse artigo, pelo contrário, a intenção é responder as inúmeras perguntas que tenho recebido de pessoas interessadas em entrar nesse mundo de viajantes independentes.

Confesso que todas as viagens que fiz, foram por conta própria, eu sou bastante organizada e adoro o planejamento, mas não pense que foram sempre mil maravilhas e que tudo sai exatamente como a gente quer, mas isso faz parte da diversão.

Depois de muitos anos viajando de forma independente, posso afirmar que qualquer pessoa pode organizar sua própria viagem, basta um pouquinho de tempo e força de vontade.

Resolvi criar esse guia com o passo a passo que eu uso para organizar as minhas viagens e também as minhas consultorias de viagem, além disso vou deixar os sites, aplicativos e ferramentas que uso para viajar barato. Sugiro que você salve essa página nos seus favoritos para consultas futuras.

Segue abaixo a lista do que trataremos nesse artigo para você aprender como planejar uma viagem por conta própria:

  1. Benefícios de organizar uma viagem por conta própria
  2. Faça um documento no Google Drive
  3. Orçamento
  4. Escolhendo o destino
  5. Data disponível para viagem
  6. Milhas
  7. Passagens
  8. Hospedagem
  9. Pesquisa
  10. Roteiro
  11. Transporte
  12. Passagens domésticas
  13. Planilha de custos de viagem
  14. Seguro viagem
  15. Reservas, ingressos de atrações, passeios e vistos
  16. Dinheiro
  17. Ferramentas para ajudar na organização da viagem
  18. Revise
  19. Tire suas dúvidas
  20. REALIZE

O guia está bem completo, mas se mesmo assim você não se sentir confiante para organizar tudo sozinho, não se desespere, procure a ajuda de uma agência de turismo, peça um orçamento de consultoria de viagem, peça ajuda a amigos e familiares, mas jamais desista de viajar! Vamos lá? Pronto para começar a organizar a sua viagem por conta própria?

1 – Benefícios de organizar uma viagem por conta própria

Antes de organizar uma viagem por conta própria, você precisa saber quais são os benefícios que isso irá te trazer. Sinta que é você é quem manda! Ficar dentro de um ônibus o dia todo rodando a cidade e seguindo uma multidão de pessoas, não precisa acontecer, se você não quiser.

A sua viagem será personalizada, você só faz o que você quer, a hora que quiser. Você decide onde vai comer e se quer ficar mais tempo em um lugar que gostou muito, sem hora marcada para sair.

Acredite, a liberdade de escolher o que você quer fazer e quando fazer e a economia vão compensar qualquer esforço. Mas a maior recompensa de planejar sua viagem por conta própria, está exatamente no planejamento: pesquisando, lendo e conversando com pessoas que já visitaram o destino que você quer ir, você acaba descobrindo inúmeros detalhes que jamais descobriria se não tivesse colocado a mão na massa.

A espera e as expectativas que criamos se tornam parte da experiência e acaba se tornando um dos momentos mais prazerosos da viagem.

Aproveite para ler o artigo: Você será mais feliz se desapegar das coisas e ir viver experiências. – Que fala sobre o valor das experiências.

2 – Faça um documento no Google Drive

20 dicas para aprender como planejar uma viagem por conta própria

Depois de saber os benefícios de planejar a sua viagem por conta própria, chegou a hora de colocar a mão na massa.

Faça um documento para o seu roteiro de viagem, o documento não precisa ser necessariamente no Google Drive, pode ser no seu computador mesmo, ou em uma folha de papel. Eu gosto do Drive porque posso acessar da onde quiser e também posso compartilhar com pessoas, um exemplo foi no roteiro que eu fiz para a Tailândia que compartilhei com o meu namorado.

Nomeie esse documento para “Roteiro de viagem para…” e a sua viagem começará aqui, quando você tira um sonho do pensamento e joga no papel (mesmo que digitalmente) esse sonho se materializa e ganha força! A partir de agora as suas pesquisas serão colocadas nesse documento e o seu roteiro vai começar a ganhar forma.

3 – Orçamento

Sim, o orçamento vem antes da escolha do destino. Temos que ser realistas, não adianta você bater o pé que quer fazer uma viagem para outro continente e só tem R$ 500,00 de orçamento. A não ser é claro, que você vai economizar até o dia da viagem e vai conseguir juntar uma quantidade X para viajar.

Eu particularmente só viajo depois que tiver a viagem paga, eu não deixo para pagar as passagens em cima da hora e deixar vindo conta da viagem 10 meses no cartão de crédito, depois de já ter voltado de viagem. Quando eu volto de uma viagem, eu já começo a planejar a próxima, mesmo que demore.

Aproveite para ler o artigo: O que fazer para viajar para fora do país 3 vezes por ano com um salário regular? – Onde dou dicas para economizar antes e durante a viagem.

E também: 11 técnicas pouco conhecidas para viajar sem dinheiro. – Onde mostro dicas para viajar barato.

Agora sim, coloque tudo na ponta do lápis e veja quanto de dinheiro terá disponível para essa viagem e vamos para o próximo passo para você aprender como planejar a sua viagem por conta própria.

4 – Escolhendo o destino

20 dicas para aprender como planejar uma viagem por conta própria

Orçamento definido, agora sim é hora de decidir o destino. Eu sugiro que você tenha mais de uma opção sempre, eu sempre tenho umas 4 opções de destino pelo menos, muitas vezes ocorrem promoções para alguns destinos e pode não ser o único que você escolheu.

Tenha mais alternativas, fica melhor para você pesquisar e comparar preços. E no final escolher a que melhor se enquadra e cabe no seu bolso.

Tenha uma Wish List, sabe aquela lista dos lugares que você quer conhecer antes de morrer? Não tem? Então cria uma! Como eu disse lá em cima, jogue os seus sonhos no papel que eles ganham força!

Para se inspirar, sugiro que leia o artigo: 40 lugares para conhecer antes de morrer e o que fazer em cada um deles. – É a minha lista!

E caso a grana esteja curta, sugiro a leitura desse artigo: 7 países para viajar onde o real vale mais que a moeda local. – São lugares incríveis e baratos para viajar.

5 – Data disponível para viagem

Agora com pelo menos 4 destinos em mão, veja o período que você tem para viajar. Alguns lugares como o Caribe por exemplo, tem época que tem furações, e a Ásia tem época que tem monções e não será um bom negócio você pagar menos para viajar, mas ficar o tempo todo trancado em um quarto de hotel, certo?

Por isso pesquise sobre os destinos que quer visitar, qual a melhor época para ir, quando é alta e baixa temporada, alguns lugares como o nordeste brasileiro, é calor o ano inteiro e você pode economizar muito na baixa temporada, se você tiver flexibilidade de datas, é claro.

6 – Milhas

Coloquei as milhas antes das passagens aéreas porque se você usar um bom programa de milhagem você consegue economizar muito nas suas viagens. Se você ainda não tem ou não sabe como funciona, sugiro que leia o artigo: Aprenda como juntar milhas com e sem cartão de crédito para viajar quase de graça! – E veja como é simples e você nem mesmo precisa de um cartão de crédito para acumular milhas.

Se tiver uma quantidade de milhas, veja sempre se consegue comprar as passagens aéreas com elas, assim sobrará uma quantidade maior no seu orçamento para o restante da viagem.

Caso você tenha as milhas, mas seu programa de milhagem não faça o destino que você queira, ou não faça nas datas que você queira, uma boa alternativa é o serviço da Max Milhas, é um site que te conecta com outras pessoas que tem milhas sobrando e tem interesse em vender ou pessoas que tenham interesse em comprar milhas. Assim você pode vender as suas milhas, receber o dinheiro e comprar as suas passagens aéreas para data e destino de sua escolha.

Ou caso você não possa viajar e suas milhas estejam prestes a expirar, é uma boa opção, por exemplo. Além de que muitas vezes você consegue um valor bom nas passagens aéreas comprando por lá como se estivesse comprando por milhas, sempre pesquise! Pelo site você pode vender e comprar milhas, clique aqui para fazer uma cotação sem compromisso.

7 – Passagens

As passagens aéreas normalmente são o que mais encarecem uma viagem, então é algo que você deve pesquisar muito antes de comprar. Antes de continuar lendo esse artigo e fazer a compra de suas passagens aéreas, sugiro a leitura desse artigo: 5 técnicas incríveis para comprar passagens aéreas mais baratas – Para aprender algumas dicas para economizar uma grana na compra das suas passagens aéreas.

Agora sim, vamos comprar as passagens. Para começar você deve pesquisar em sites metabuscadores e comparadores de preço de passagens, vou deixar aqui os que eu uso:

Skyscanner: Esse é o que eu mais uso, ele é ótimo. É um comparador de preços de passagens aéreas, não efetua a reserva de voos, apenas executa pesquisas simultâneas em inúmeras companhias aéreas e agências de viagens te trazendo o menor preço. Depois que você escolhe e decide comprar uma passagem aérea, o Skyscanner te redireciona para o site da cia aérea ou da agência para você efetuar a compra. Vai te fazer economizar um bom tempo, foi muito útil no meu roteiro para a Tailândia para encontrar os menores preços em companhias aéreas Low Cost para voos internos na Ásia. Tem opção de múltiplos destinos, ótimo para quem quer fazer StopOver.

Caso não saiba o que é o StopOver, sugiro que leia esse artigo: Como viajar para vários países com o valor de uma única passagem aérea – Passo a passo stopover.

No Skyscanner também tem opção de datas flexíveis mostrando os menores preços em outras datas. Tem alerta de passagens, mapa de preços e promoções. Clique aqui para acessar site do Skyscanner.

Momondo: Assim como o Skyscanner ele não faz reserva de voos, é um comparador. Uma coisa que eu gosto muito no Momondo é o Insights de Passagens Aéreas, quando você escolhe um destino e uma data e pesquisa, ele te dá uma opção de Insights sobre aqueles voos, onde te mostra as datas mais baratas para voar, os dias mais baratos, as companhias aéreas mais baratas que fazem aquele destino e até com quantos dias de antecedência você deve comprar para garantir o menor preço. É muito útil! Também tem datas flexíveis, alerta de preços e promoções. Clique aqui para acessar site do Momondo.

Voopter: Também é um comparador que não faz reserva. Um diferencial do Voopter é que ele tem a opção de escolha de 4 datas de ida e 4 datas de volta, onde o sistema de mostra qual a data mais barata para você voar. Também tem alerta de preços, datas flexíveis e promoções. Clique aqui para acessar site do Voopter.

Google Flights: Também é um comparador e não faz reserva, bom para ver as passagens dos Eua e Europa. Tem uma interface bem pratica e simples de usar. Também tem datas flexíveis, alerta de preços e promoções. Mas eu ainda prefiro os outros acima do que o Google Flights.

Last Minute: Site em inglês, ótimo para destinos internacionais e trechos internacionais entre países. Também tem múltiplos destinos e promoções. Clique aqui para acessar site do Last Minute.

Cheap Flights Now: Site em inglês, também bom para destinos e trechos internacionais. Opção de múltiplos destinos. Clique aqui para acessar o site do Cheap Flights Now.

Importante: a maioria dos sites para compras internacionais não parcelam, lá fora eles não têm a mania de parcelar como no Brasil. Então vou deixar a baixo algumas opções que parcelam.

Submarino Viagens: É uma agência de viagens online e comparador de passagens, mas com a opção de já fazer reserva e pagamento direto no site. Parcela em até 10x. Clique aqui para acessar o site do Submarino Viagens.

ViajaNet: Agência de viagens online e comparador, com reserva e pagamento direto no site. Opções de passagem aérea inclusive múltiplos destinos, pacote de hospedagem e aluguel de carro. Parcela em até 10x. Clique aqui para acessar o site do ViajaNet.

Decolar: Agência de viagens online. Opções de passagens aéreas inclusive múltiplos destinos, pacotes de hospedagem, cruzeiros e aluguel de carros. O pagamento é em reais, ou seja, não tem pagamento de IOF. Parcela em até 10x sem juros e 12x com juros. Descolar não tem acordo com a American Airlines. Clique aqui para acessar o site do Decolar.

E por último, mas não menos importante:

Logitravel: Agência de viagens online especializada em cruzeiros. Parcela até 10x. Se você está pensando em fazer um cruzeiro, os preços são ótimos. Clique aqui para acessar o site da Logitravel.

Sugiro que sempre pesquise em pelo menos 3 metabuscadores antes de fechar a compra, coloque alerta de promoções no seu e-mail. Depois vá direto no site da companhia aérea e faça a pesquisa também por lá.

Não se engane quando as pessoas falam que o valor de uma passagem aérea sempre vai ser mais barato no site da companhia, é um equívoco! Eu já comprei passagem pelo Submarino Viagens que estava muito mais barato que no site da companhia aérea e ainda parcelava. Isso é possível porque muitas vezes essas agências grandes fretam um avião só para eles e depois vendem as passagens.

A regra é clara, pesquise nos metabuscadores, pesquise nas agências online, pesquise no site das companhias aéreas.

Exemplo de sites de companhias aéreas:

Não esqueça de também baixar os aplicativos de promoções de passagens aéreas que são muito úteis na hora de organizar a sua viagem por conta própria, como o Melhores Destinos e o Passagens Imperdíveis, disponíveis para Android e iOS. Vou falar mais deles no tópico de ferramentas mais abaixo.

Agora, se a sua viagem for terrestre, você pode acessar o site do ClickBus para ver os horários, preços de ônibus e comprar suas passagens. Clique aqui para fazer uma simulação.

8 – Hospedagem

Passagens fechadas, chegou a hora da pesquisa de hospedagem. Assim como as passagens aéreas, o ideal é você pesquisar em sites diferentes para comparar os preços. Procure por hotéis conforme as suas necessidades e estilo e viagem, podem ser eles: Apartamentos, hotéis, hostel/albergue e resorts.

Também não esqueça de sempre checar os reviews e as opiniões de outros viajantes que já se hospedaram lá, você pode encontrar elas nos sites mesmo que você está procurando o hotel ou em blogs de viagens nos casos de reviews, por exemplo tem um review dos hotéis que fiquei na Tailândia e na Indonésia, e não, eu não ganhei nada para fazer esse review, é apenas a minha opinião sobre eles para ajudar outros viajantes que querem ir para lá.

Não esqueça também de verificar a localização do hotel, muitas vezes ele pode ter um preço mais barato, mas vai gastar mais com deslocamento para ver os pontos turísticos caso fique muito afastado.

Caso queria viajar se hospedando totalmente de graça, sugiro que leia o artigo: 7 formas incríveis de viajar sem gastar com hospedagem.

Vou citar abaixo os sites que eu uso para fazer a pesquisa e compra de hospedagem:

Trivago: É um comparador de hotéis, utilizado no mundo todo e amado pelos viajantes. Não é possível fazer a reserva através do site, ele te redirecionara para a página da oferta. Clique aqui para acessar o site do Trivago.

TripAdvisor: É um ótimo comparador de hotéis, também não é possível fazer a reserva através do site. Ele conta com a opinião de outros viajantes e também lá você encontra guias de viagens de diversos destinos. Clique aqui para acessar o site do TripAdvisor.

Booking: O buscador de hotéis mais conhecido pelo mundo viajante. Conta com uma grande quantidade de hotéis e também hostels ao redor do globo. É possível fazer a reserva através do próprio site. Clique aqui para acessar o site do Booking.

Agoda Hotéis: Eu comecei a usar o Agoda a pouco tempo, mas adorei. Tem uma infinidade de hotéis, até em destinos mais afastados como Indonésia, Índia, Marrocos, etc. Os preços são competitivos e o melhor de tudo é que você ganha milhas! Sim, você também pode ganhar milhas se hospedando em hotéis. Clique aqui para acessar site do Agoda.

Hoteis.com: O hoteis.com é um ótimo buscador de hotéis e parcela em até 12x. Além de estar com uma promoção muito boa, você acumula 10 noites e ganha 1 diária grátis! Clique aqui para acessar o site do Hosteis.com.

Marriott Hotéis: O Marriott é tipo um programa de milhagem para hotéis, é ótimo, mas só funciona se você se hospedar na rede de hotel deles, você vai acumulando pontos. Quando mais se hospeda, mais pontos acumula. Se você viaja bastante, é uma boa opção. Clique aqui para acessar o site do Marriott.

Hotel Urbano: Tem gente que tem o pé atrás com o Hotel Urbano, porque dizem que quando o milagre é demais até o santo desconfia. O site oferece algumas promoções de hotéis e pacotes realmente incríveis, mas pode ter pegadinha por trás, por isso eu sempre falo e repito você tem que ler as regras, sempre! Opte apenas por pacotes e hotéis com datas já fechadas e pronto. Clique aqui para acessar o site do Hotel Urbano.

Airbnb: A plataforma do Airbnb oferece opções de aluguel de casa, apartamento e cômodos, está presente em mais de 34 mil cidades e 191 países. Muitas vezes pode sair mais em conta do que hospedar-se em hotéis. Clique aqui para ganhar R$ 100,00 para usar na sua hospedagem no Airbnb.

Está gostando desse artigo? 

Então curta a nossa página abaixo para ficar atualizado com mais dicas de viagem!  
 

Hostelworld: Como o nome já diz, é o mundo dos hostels. São mais de 33.000 propriedades em 170 países. Clique aqui para acessar o site do Hostelworld.

9 – Pesquisa

20 dicas para aprender como planejar uma viagem por conta própria

Chegou uma das horas que eu mais gosto do planejamento, as pesquisas no destino! Você já começa a viajar junto, aí mesmo pela telinha do seu computador ou celular.

Essa parte é muito simples: abra o nosso amigo Google e digite “O que fazer em …” nos 3 pontinhos você coloca o nome do destino, se o seu destino é Berlin, vai ficar assim “O que fazer em Berlin” e pressione enter. Eu gosto tanto de procurar por esse termo no Google que foi daí que surgiu o nome do blog!

O Google vai te falar milhões de sites com opções para você fazer no destino, anote tudo que você mais gostar. Veja também os pontos turísticos do local. Restaurantes imperdíveis e passeios.

Sugira que veja a categoria “O que fazer” aqui do blog, que vai ter muitos destinos com várias coisas para fazer neles.

Outra coisa que as pessoas costumam esquecer é de pesquisar pelos cultura e costumes do destino. Claro que as férias são tuas, mas você vai estar no ambiente de outra pessoa, com culturas e costumes diferentes dos teus, respeite, não seja um daqueles turistas cuzões que só pensam neles próprios!

10 – Roteiro        

Agora sim, o teu roteiro vai começar a criar forma. Com as pesquisas em mãos vamos montar o nosso itinerário, mas já deixo avisado: não importa quantos dias você vai ficar em cada lugar, você sempre vai achar que vai ficar pouco e que não vai dar para ver tudo. Se a tua viagem inclui mais de uma cidade, não esqueça de decidir por onde passará para só então reservar os hotéis.

Se você gosta de visitar, não apenas os pontos turísticos, mas também se aprofundar mais na cultura local, sugiro que leia o fórum: Mochileiros.com é nele que eu tiro as minhas maiores dúvidas sobre os destinos que vou visitar e viajo antes da viagem pela história dos viajantes.

Vá jogando tudo que gostaria de conhecer em cada cidade no teu roteiro, quantos dias será preciso para cada lugar, mas não esqueça de deixar tempo livre também, imprevistos acontecem e terá momentos em que você vai querer apenas sair e explorar por si próprio.

E essa é uma das magias de aprender a planejar uma viagem por conta própria, não existe roteiro que você não possa mudar, afinal é você que escolhe!

11 – Transporte

20 dicas para aprender como planejar uma viagem por conta própria

Pesquisar as opções de locomoção no destino é fundamental na hora de planejar a sua viagem por conta própria. Um site que eu uso sempre é o Rome2Rio, ele te ajudará a comparar os preços e a distância de cada lugar, entre as opções: avião, trem, ônibus, carro, barco, bicicleta e até a pé, tudo que você precisa em uma só busca.

O transporte vai depende muito do destino escolhido, podem ser eles:

Transporte Público: Tem destinos que os transportes públicos são de dar inveja, como o caso de Nova York que vale a pena o bilhete ilimitado de metrô.

Trem: Se você quer fazer um mochilão pela Europa, vai usar muito trem. Um site para te ajudar nesse planejamento é o RailEurope.

Carro alugado: Dependendo do destino será preciso alugar um carro para se locomover, pois muitos destinos não tem um transporte público bom. Você pode realizar a reserva pelo site da locadora, minha sugestão é a RentCars.

Táxi: Alguns lugares são barato andar de táxi, outros não. Sugiro que pesquise. Também tem aplicativos para pagamento com cartão de crédito como o 99taxis e o EasyTaxi.

Uber: Aplicativo para celular de automóveis particulares que oferecem um serviço parecido com o de táxi, porém mais em conta. Se no seu destino tiver Uber, baixe o aplicativo e seja feliz.

Claro que também tem os transportes alternativos, como bicicletas e motos, por exemplo eu aluguei uma motocicleta para andar pelas ruas de Bali, aluguei na hora e a única coisa que ele me pediu foi meu nome e anotou em um quadro, moto com o tanque cheio e custou barateza.

12- Passagens domésticas

Além dos casos que você poderá andar de trem, como no caso de uma viagem à Europa, você também poderá se descolar entre lugares de ônibus e avião no seu destino.

Quando viajei para o Sudeste Asiático, como eu tinha pouco tempo de viagem e muita vontade de conhecer muito, me desloquei de avião com companhias Low Cost. Foram vários voos internos e também entre países. Já na minha viagem a Bolívia me desloquei de ônibus noturno, assim já economizava na hospedagem daquela noite.

A regra para a compra das passagens domésticas é a mesma que você usou na compra das passagens para o destino. Muita pesquisa naqueles mesmos sites! No caso das passagens aéreas pelas cias Low Cost eu comprei ainda aqui no Brasil, já as passagens de ônibus na América do Sul eu comprei na hora para ganhar desconto.

Lembre-se que nas companhoas Low Cost você paga a mais para despachar mala, para a Tailândia e Indonésia, eu fui apenas com a bagagem de mão. Veja esse artigo e aprenda como: O que fazer para viajar só com a bagagem de mão – Checklist + vídeo.

Passagens domésticas compradas? Vamos para o próximo passo para aprender como planejar a sua viagem por conta própria?

13 – Planilha de custos de viagem

Eu desenvolvi uma planilha para planejar os custos de viagem, uma planilha para não me deixar esquecer dos principais valores e me ajudar a calcular impostos e taxas de cartão ou compra de dinheiro em espécie.

Nela incluo transporte, passagens, alimentação, entretenimento, diárias de hotéis e eventos. A pedidos resolvi disponibilizar essa planilha para os leitores do blog, então basta deixar o seu e-mail abaixo que eu mando ela para você!









É uma mão na roda! Espero que ajude. Assim que receber a planilha no seu e-mail, já coloque os gastos que já foram calculados para sempre ter uma ideia de como está o seu orçamento.

14- Seguro viagem

É sério! Não me venha com essa de que nunca precisou de seguro viagem. É muito melhor você se prevenir e ter o seguro disponível do que precisar e não ter, e gastar uma mini fortuna com tratamento em outro país.

Sugiro que leia esse artigo que fiz para entender melhor: Seguro Viagem: Devo ou não contratar para viajar?

O seguro viagem é muito importante, fácil de conseguir e barato!

Real Seguro Viagem, é um comparador de seguradoras, facilita a vida porque mostra uma lista de acordo com a sua viagem e mostra os preços de diversas operadoras gratuitamente.

Somos parceiros da Mondial Assistance que tem mais de 60 anos de experiência e é líder global na prestação de serviços de Assistência 24h. Tem sido minha escolha por vários anos. Clique aqui para fazer uma cotação sem compromisso.

15 – Reservas, ingressos de atrações, passeios e vistos

20 dicas para aprender como planejar uma viagem por conta própria

Muitos lugares você vai precisar reservar com antecedência, como no caso de algum restaurante que você quer conhecer, parques, pontos turísticos, shows, etc.

Alguns lugares também você vai precisar reservar passeios e comprar ingressos com antecedência na alta temporada, e tem lugares que mesmo na baixa temporada você terá que reservar antecipadamente, como no caso da Tailândia que se você não reservar o Sleep Aboard Maya Bay e o Parata Elephant Farm com vários meses de antecedência, você não conseguirá faze-los na data da sua viagem.

A compra de ingressos antecipadamente também serve para evitar as famosas filas de atrações muito procuradas. Então sempre pesquise antes.

Outra coisa que não você não pode esquecer é de pesquisar se no destino precisa de passaporte para entrar, visto, alguma vacina, certificado internacional de vacinação e seguro viagem, etc. Esteja sempre preparado para não acontecer nenhuma surpresa ruim na viagem.

Temos aqui no blog uma categoria “Planejamento” sugiro que veja, pois tem vários artigos que ajudam nesse planejamento.

Segue abaixo os sites que eu uso para comprar ingressos e passeios com antecedência:

Passeios Nacionais

Desbravo: É uma agência de viagens online especializada em passeios com mais de 1200 opções de passeios pelos estados do Brasil.

Rdj4u: Muitas opções de passeios no Rio, como: passeio de barco, mergulhos, trilhas e muito mais.

Passeios e ingressos internacionais

TicketBar: Milhares de opções de passeios e também venda de ingressos online para atrações e pontos turísticos. Atendem vários países da Europa, alguns dos Estados Unidos e África do Sul.

Argentina4u: Atendem toda a Argentina com milhares de opções de passeios, desde conhecer vinícolas até fazer um tour em geleiras na Patagônia.

Chile4u: Atendem todo o Chile com milhares de opções de passeios, quer conhecer desertos, neve, lagos e vulcões? No Chile tem tudo isso e mais!

Colombia4u: Atendem toda a Colômbia com milhares de opções de passeios, desde o Caribe Colombiano a explorar a Amazônia!

Uruguai4u: Atendem o Uruguai com várias de opções de passeios, passeios em Montevidéu, Punta Del Este e Colônia.

16 – Dinheiro

20 dicas para aprender como planejar uma viagem por conta própria

Agora que a sua viagem está praticamente montada, chegou a hora de pensar para decidir qual a melhor maneira de levar o dinheiro na viagem. Vai usar cartão de crédito, cartão pré-pago, dinheiro em espécie ou VTM?

Primeiro vá para o nosso amigo Google, sim na hora de planejar uma viagem por conta própria o Google é o seu melhor amigo! Veja qual a melhor casa de câmbio para trocar o dinheiro, melhor custo benefício e se é confiável, depois pesquise se é melhor trocar dinheiro aqui no Brasil ou no seu destino de viagem. Um site que eu uso para ver as cotações é o Melhor Cambio. E se for levar dinheiro em espécie ande sempre com a Money Belt, famosa doleira.

Se for usar cartão de crédito, prefira sempre um que te de milhas, mas cuide com o IOF. Os cartões pré-pagos também têm IOF. Também tem a opção de sacar dinheiro no destino, mas lembre-se que você precisa liberar essa opção no banco antes de ir e que nem todos os lugares tem caixa para saque.

17 – Ferramentas para ajudar na organização da viagem

Além dos sites citados nesse artigo, os aplicativos para celular são aliados no planejamento e organização de uma viagem por conta própria.

  • Aplicativos de promoções de passagens aéreas: Melhores Destinos e Passagens Imperdíveis.
  • Aplicativo de caronas: BlaBlaCar.
  • Aplicativo para transporte: Uber e 99taxis
  • Aplicativo para fazer o seu mapa no destino: My Maps.
  • Aplicativo para salvar offline as rotas do GPS: Google Maps.
  • Aplicativo para mapas e navegação offline: Maps.Me
  • Aplicativo para checar horários de ônibus no exterior: Check My Bus.
  • Aplicativo para te ajudar a ver quando vai gastar no destino: Quanto Custa Viajar
  • Aplicativo para converter moedas e não se perder no câmbio: Conversor de Moedas
  • Aplicativo para vender as suas fotos depois da viagem e fazer uma graninha: Foap

Esses são alguns aplicativos que vão te ajudar a planejar e organizar uma viagem por conta própria. Está quase 100%! Vamos para o próximo passo para aprender a planejar uma viagem por conta própria?

18 – Revise

Agora que já está tudo pronto, revise! Olhe com cuidado novamente linha por linha do seu roteiro. Até que a viagem não chega, seu trabalho será pesquisar e entender melhor o destino, você vai aprender a viajar antes mesmo da viagem. Leia blogs de viagem, fórum e grupos. Você vai descobrir um mundo lindo no planejamento.

19 – Tire suas dúvidas

Ainda ficou alguma dúvida em como planejar a sua viagem por conta própria? No finalzinho desse artigo tem a caixa de comentários, deixa ali a tua dúvida que eu respondo todo mundo. E também não tenha medo de perguntar sobre o destino que você quer conhecer, jogue no Google, pergunte a amigos que já foram, pergunte nos grupos e em blogs, tire todas as suas dúvidas sobre o destino e sobre a viagem. As pessoas se sentem agradecidas e poder ajudar!

20 – REALIZE

Agora aguenta coração, tudo pronto! Conforme a viagem se aproxima a ansiedade também fica juntinho de você. Relaxe! Você vai ver que tudo dará certo e que você fez um ótimo trabalho! Verá como é gostoso planejar e ver as coisas saindo do papel e virando realidade. Aproveite esse momento que é só teu!

***

Vamos relembrar as 20 dicas para aprender como planejar uma viagem por conta própria:

  1. Benefícios de organizar uma viagem por conta própria
  2. Faça um documento no Google Drive
  3. Orçamento
  4. Escolhendo o destino
  5. Data disponível para viagem
  6. Milhas
  7. Passagens
  8. Hospedagem
  9. Pesquisa
  10. Roteiro
  11. Transporte
  12. Passagens domésticas
  13. Planilha de custos de viagem
  14. Seguro viagem
  15. Reservas, ingressos de atrações, passeios e vistos
  16. Dinheiro
  17. Ferramentas para ajudar na organização da viagem
  18. Revise
  19. Tire suas dúvidas
  20. REALIZE

Esse é um passo a passo que eu uso para planejar as minhas próprias viagens e também uso nas minhas consultorias de viagem. Espero que essas dicas tenham ajudado você a ter mais confiança para começar a planejar uma viagem por conta própria.

Lembre-se que para ter sucesso você só precisa ler muito, pesquisar, conversar com pessoas que já foram e o principal, ter prazer no que você está fazendo. Quem planeja a viagem por conta própria, aproveita muito mais a viagem!

Agora você está pronto para montar a sua viagem por conta própria! Se mesmo assim, você ainda tem medo de começar a planejar tudo sozinho, clique aqui e entenda como funciona a nossa consultoria de viagens, quem sabe com um empurrãozinho não fica mais fácil, não é mesmo?

Você já deu o primeiro passo que foi ler esse artigo até o final, não pare por aqui! Salve esse artigo nos favoritos do seu navegador para consultas futuras. Compartilhe com seus amigos para que eles também aprendam como planejar uma viagem por conta própria.

Boa viagem!

E você planeja as suas viagens? Tem mais alguma dica? Compartilha com a gente!

Leia também:

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *