Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo

A trilha da Pedra da Gávea foi a minha melhor e mais dolorida experiência no Rio de Janeiro, com toda certeza foi a vista mais linda que meus olhos já tiveram até hoje.

A trilha da Pedra da Gávea é cansativa e relativamente difícil, vai depender do seu condicionamento físico, mas acredite: quando você chegar lá em cima, todos os seus esforços físicos e mentais serão recompensados. A beleza é indescritível em 360 graus, não importa onde você olha, você terá a mais bela visão da natureza e todo o seu esplendor junto com a cidade maravilhosa.

Já falei sobre a trilha da Pedra da Gávea no meu relato do Rio de Janeiro, caso não tenha lido, sugiro que clique aqui e leia antes de começar esse artigo para não ficar perdido, ok?

A trilha da Pedra da Gávea vai fazer valer cada gotinha de suor, cada tombo, cada arranhão, cada gole de água, a dor no dia seguinte, tudo vai valer a pena! Vamos ao relato de como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea? Prepare-se para fazer a trilha com o visual mais bonito do Rio de Janeiro.

Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

Fomos de carro até a estrada do Sorimã na Barra da Tijuca, ao final dessa entrada tem um condomínio que dá o acesso ao Parque Nacional da Tijuca, você pode entrar de carro que ao final da rua tem um estacionamento antes de entrar no parque, a trilha da Pedra da Gávea começa pelo Setor C, no lado direito de um portão verde.

Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

Estacionamento antes de entrar no parque

Meu amigo (que apesar de morar no Rio de Janeiro nunca tinha feito a trilha da Pedra da Gávea antes) e eu fomos quase os primeiros a chegar, tinha mais 4 pessoas esperando lá para entrar, pois o parque ainda estava fechado, e segundo o guarda só abriria as 8 da manhã. Fomos cedo, para não pegar o sol muito quente do meio dia, então o detalhe era que ainda faltava 5 minutos para as 7:00.

  • Quer viajar para o exterior e não sabe nada de inglês? Ensino alguns truques e dicas no meu e-book gratuito de inglês para viagens e mostro como viajar para o exterior sem falar inglês. Clique aqui para baixar.

Tivemos sorte que mudou o turno dos guardas as 7:00 e então entrou outro guarda muito mais simpático, que nos deixou entrar as 7:20, assinamos nosso nome com telefone no caderno para ele liberar a entrada, e partimos trilha acima.

Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

Entrada para a trilha

Os primeiros 40 minutos na trilha da Pedra da Gávea foram os mais tranquilos e os mais cansativos, é uma subida íngreme que não dá trégua, quase que uma escadaria de troncos e raízes, muito cuidado com o joelho, principalmente na descida, força bastante. Em alguns pontos você tem que escalar pelas raízes das arvores.

Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

Cuidado com o joelho!

Depois vem uma pedra escorregadia que você também quem te escalar com a ajuda de alguns cabos de aço e correntes que foram colocados para ajudar na subida. Paramos algumas vezes para tomar água, lembre-se de se manter sempre hidratado. Logo 3 rapazes nos encontraram na trilha, era engraçado porque sempre que eles paravam para descansar a gente passava eles, e quando nós parávamos para tomar água e descansar eles nos passavam e foi assim a trilha toda.

Para comprar com desconto a trilha da Pedra da Gávea com guia, clique aqui.

Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

Subida por correntes e cabos de aço.

Alguns minutos depois chegamos a Pedra do Navio, onde forma uma gruta. Depois daqui a subida fica ainda mais íngreme, uns 10 minutos a frente terá outra escalada por pedras ainda mais escorregadias, as pedras estão molhadas porque no final delas tem uma bica, com água potável, muito útil na volta para reabastecer as garrafas! Aproveite para se refrescar que a aventura está apenas começando. Quando você chegar neste local, estará na metade do caminho da trilha da Pedra da Gávea.

Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

Gruta da Pedra do Navio

Na bica encontramos um senhor supersimpático, que trabalha a muitos anos na carrasqueira da trilha da Pedra da Gávea (continue lendo que te explico o que é a carrasqueira logo a frente), fomos conversando e subindo com esse senhor que estava indo trabalhar, desaceleramos um pouco o passo, o que ajudou a respirar melhor.

Esse senhor trabalha resgatando pessoas que não conseguem passar pela carrasqueira, ele as ajuda subir e caso elas não consigam ele as resgata e cobra R$ 20,00 pelo serviço. Mais uns 30 minutos andando e chegamos a uma bela vista: a Cabeça do Imperador! Nessa hora você para e pensa “caralho, como vamos subir lá no topo?”

Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

Cabeça do Imperador

Andamos por mais alguns metros com a trilha estreita e um precipício ao nosso lado até que chegamos a parte mais temida da trilha: a carrasqueira!

A carrasqueira é um paredão de pedras de aproximadamente 30 metros, nela é preciso fazer uma escalada de primeiro grau. Essa é a parte mais perigosa da trilha da Pedra da Gávea, muitas pessoas já morreram no local e milhares desistem quando chegam lá. Eu não seria uma delas! A carrasqueira exige muito mais força mental do que física.

Eu só tenho uma palavra para esse trecho da trilha da Pedra da Gávea: UAU!!! A adrenalina passa pelo teu corpo todo, fazendo o cérebro ficar 100% focado! Eu adoro essa sensação!

Chegou a minha vez de subir, o senhor do resgate me ajudou me indicando onde eu deveria segurar com a mão e onde colocar o pé, além de força nas pernas a carrasqueira exige força nos braços que por alguns milésimos de segundos o braço é o teu único apoio.

A subida é feita sem nenhum equipamento, apenas com a força física e mental. Acredite que você vai conseguir e você conseguirá! Se você tem medo de altura está aí uma ótima chance de enfrentar seus medos, apenas não olhe para baixo e tudo ficara bem!

Está gostando desse artigo? 

Então curta a nossa página abaixo para ficar atualizado com mais dicas de viagem!  
 
Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

A cara de feliz de quem venceu a carrasqueira

Depois da gratidão por ter superado a carrasqueira a trilha se torna muito simples, mas não pense que após a carrasqueira você já chegou que ainda tem muito chão pela frente. Ainda tem mais algumas escaladas por pedras e raízes de arvores até chegar ao topo, mas acredite que o pior já passou.

Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

Quando você chega no topo, teus olhos não vão acreditar no que veem! É muito gratificante chegar lá em cima, depois de tanto esforço e ser totalmente recompensada com a visão mais linda que seus olhos já viram na vida. Não importa para onde você olhe, é lindo em todos os ângulos! Nem parece de verdade, parece uma pintura! E o dia nos ajudou no caminho todo, um sol lindo e nada de neblina, dando para apreciar essa vista maravilhosa do Rio de Janeiro.

Fomos desbravar cada pedacinho lá em cima, tivemos sorte que fomos quase os primeiros a chegar, já que fomos bem cedo, e conseguimos algumas fotos maravilhosas e exclusivas sem gente por perto.

Agora uma dica: Lá em cima, após você contemplar as praias, a lagoa, os dois irmãos o cristo e as belezas do Rio de janeiro, o que muita gente não sabe, é que se você se virar olhar a tua direita, você vai ver uma pedra linda e propicia para fotos, no primeiro momento você vai pensar que não tem como ir lá, mas tem sim, continue a direita, após uma subida você, você vai ter que escalar mais algumas pedras, e paredões com ajuda de cabos de aço.

Vai valer a pena, você vai ver assim que você chegar lá, quando chequei ali, sabe uma criança quando ganha sorvete pela primeira vez? Eu estava assim! Hahaha Tem uma pedra enorme com o precipício abaixo, tirei algumas fotos incríveis lá, mas tome muito cuidado heim!

Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

Ficamos em torno de uma hora lá em cima da Pedra da Gávea, descansamos na sombra das pedras, comemos nosso lanche e nos preparamos para descer. A descida não tem segredo, é só voltar por onde você subiu, tomando cuidado sempre com o joelho que força ainda mais para descer. Chegamos no começo da trilha, era meio dia em ponto, totalizando 4 horas e 40 minutos. Apesar do cansaço você vai sentir aquela dorzinha boa, com gostinho de dever cumprido. Se você não está habituado com exercício físico prepare-se para ficar a base de Dorflex no dia seguinte.

Como sobreviver a Trilha da Pedra da Gávea – Passo a passo - Rio de Janeiro

Descida

O que levar na Trilha da Pedra da Gávea

Leve pelo menos 2 litros de agua; lanchinhos (barra de proteína, sanduiches ou fruta); vá com uma roupa que você possa sujar sem dó, muitas vezes você tem que descer de bunda nas pedras; vá com um calçado apropriado, minha bota de trilha me salvou por diversas vezes! Protetor solar, óculos de sol e repelente são indispensáveis;

Dicas finais para fazer a Trilha da Pedra da Gávea

Tente não ir sozinha, e se for, faça amizade e fique nos grupos, se não tem ninguém para subir com você espere que logo aparecem grupos, a trilha é bem famosa e é acessada por diversas pessoas o dia todo.

Muitas pessoas me falaram que não podia fazer a trilha sem guia ou sem alguém que já foi, não achei necessário, a trilha é bem sinalizada e bem movimenta, nós quase nos perdemos e fomos para o morro do macaco, mas alguém gritou para avisar e voltamos hahaha, mas isso foi puro descuido, tem flechinhas amarelas indicando o caminho o trajeto todo.

Vá cedo! Na descida encontramos bastante gente subindo e na carrasqueira para subir tinha uma fila enorme.  Tem muitas pessoas que travam no meio da carrasqueira e desistem, demora demais a subida se você tiver que esperar todos irem no seu ritmo.

Não tenha medo da Trilha da Pedra da Gávea! Eu mesma fui preparada para uma trilha mortal e assustadora, era como falavam na gávea por aí, trabalhei no meu condicionamento físico por meses para fazer a trilha, e foi bem mais fácil do que eu esperava, é só ter calma, respeitar a natureza e o seu corpo que tudo ficará bem.

E aí, gostou da minha aventura na Trilha da Pedra da Gávea? Você tem vontade de ir ou já foi?

Ainda ficou alguma dúvida? É só deixar nos comentários que eu respondo, ok?

Para comprar com desconto a trilha da Pedra da Gávea com guia, clique aqui.

Abaixo um vídeo da pedra da gávea e minhas outras aventuras no Rio:

Compre os seus ingressos antecipadamente para as atrações do Rio de Janeiro e evite filas. Clique aqui.

Importante: Pensando em viajar? Não esqueça do Seguro Viagem!

Seguro viagem geral 728x90

Leia também:

39 Comentários

  1. Cíntia Diniz

    Oi Cheila, amei o Post!!! Queria saber se você subiu com equipamentos de segurança e se as cordas são liberadas para as pessoas que não vão com guias. Beijinhos

    • Fico muito feliz que tenha gostado Cíntia! Fui sem nada de equipamentos, as cordas são liberadas sim.

  2. Zeberton lemos

    Poucas vezes li posts de ecoturismo tão bem explicado e motivador ! Parabéns

  3. Hey! This post couldn’t be written any better! Reading through this post reminds me of my previous room mate! He always kept chatting about this. I will forward this article to him. Fairly certain he will have a good read. Many thanks for sharing!

  4. Neto MOURA

    Que massa, parabéns pelas informações do blog, sempre quis fazer essa trilha. Com essas informações eu fico mais seguro. Qual foi o mês e o dia? acredito eu que no fds seja mas movimentado.

    • Obrigada Neto, fico muito feliz que tenha te ajudado! Fui em outubro e sim no final de semana é mais movimentado 🙂

  5. Eduardo Ferreira

    Fantástico!!
    Tenho muita vontade de subir, mas preciso convencer minha mulher a ir!!! rs
    E preparar fisicamente, claro!
    Parabéns pelo Blog

    • Obrigada Eduardo! 🙂 Tenho certeza que vocês vão adorar! Abraço :*

  6. BHW

    Awesome blog! Do you have any helpful hints for aspiring writers?
    I’m planning to start my own blog soon but I’m a little lost on everything.
    Would you suggest starting with a free platform like WordPress or go for
    a paid option? There are so many options out there that I’m totally confused ..
    Any suggestions? Bless you!

  7. BHW

    Wow, this piece of writing is fastidious, my sister is analyzing
    these kinds of things, therefore I am going to inform her.

  8. BHW

    I all the time emailed this website post page to all my associates, because if
    like to read it after that my contacts will too.

  9. BHW

    I am sure this paragraph has touched all the internet viewers, its really really nice
    piece of writing on building up new website.

  10. BHW

    Great delivery. Solid arguments. Keep up the great effort.

  11. BHW

    We are a group of volunteers and opening a brand new scheme in our community.
    Your web site provided us with valuable info to
    work on. You’ve performed an impressive job and our entire community will probably be grateful to you.

  12. BHW

    Greetings! Very useful advice in this particular article!
    It’s the little changes which will make the largest changes.
    Many thanks for sharing!

  13. BHW

    I really like it when people get together and
    share ideas. Great site, continue the good work!

  14. BHW

    I simply couldn’t depart your site prior to suggesting that I really enjoyed the usual information an individual supply for your visitors?
    Is gonna be again continuously in order to investigate
    cross-check new posts

  15. BHW

    I all the time emailed this weblog post page to all
    my friends, because if like to read it then my links will too.

  16. Thayane

    Já quero muuuuuito <3

  17. Pingback: Passo a passo para fazer a Trilha da Pedra da Gávea no Rio de Janeiro | Gostaria De Ir

  18. Alex Sander

    Bom dia
    Fiquei curioso, na carrasqueira é mais difícil subir ou descer?
    E parabéns pelas suas aventuras,te acompanhando sempre .
    Abraços

    • Bom dia Alex! A carrasqueira é mais difícil para subir, com certeza! Parece que não chega nunca hehehe, para descer você já sabe o que te espera 😛 Obrigada por acompanhar! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *